Últimas notícias

< Ver todas as notícias

Gartner destaca áreas de segurança em nuvem que empresas deveriam focar

Postado em: 07/07/2016


Gartner acredita que as companhias deveriam focar três frentes principais: multilocação, virtualização e software como serviço.

Enquanto muitos CIOs ainda rascunham estratégias de cloud, hesitando em adotar ou definindo seus fornecedores, os funcionários de suas organizações já utilizam amplamente centenas de recursos em nuvem. O Garnter observa que o conceito tem gerado muitos desafios às companhias.

Segundo a consultoria, geralmente, nenhuma política corporativa ou projeto de proteção é abrangente o suficiente para atender totalmente o modelo de contratação de softwares, plataformas e/ou infraestruturas como serviço.

“Do ponto de vista da segurança e da gestão de riscos, a ambiguidade é especialmente difícil de lidar”, afirma a empresa, sinalizando que o dilema de introduzir um programa de segurança reside justamente na dificuldade que existe de enquadrar tecnologias de forma precisa dentro do conceito.

Jay Heiser, vice-presidente do Gartner, observa que, se de um lado, muitos diretores de segurança da informação enxergam a nuvem como um estilo de computação, outras partes da empresa veem apenas como "coisas acessadas pela Internet".

Independente dessa questão semântica, os analistas reforçam que é essencial ter uma estratégia bem definida, assim como políticas de uso. Para a consultoria, as empresas devem focar três áreas principais: multilocação, virtualização e software como serviço.

Segurança em nuvem

O Gartner afirma que a multilocação proporciona flexibilidade limitada nos serviços para empresas dividirem espaço com outros clientes. “Com os dados fora do controle físico, a segurança acaba se tornando um problema”, observa.

De fato, segundo a consultoria, 38% das organizações que não planejam utilizar public cloud apontaram a segurança e a privacidade como os principais motivos de risco.

No entanto, as organizações podem estar usando esse argumento como desculpa, tanto pelo medo de abdicar do controle sobre os dados quanto pela grande mudança no status quo do modo como estão acostumadas a trabalhar.

Contudo, não há correlação entre falha de segurança e o grau de multilocação. Segundo o especialista, às vezes, adotar uma abordagem híbrida pode ser a melhor forma para que algumas empresas ganhem confiança no modelo.

Já o tema virtualização, de acordo com Heiser, requer uma gestão de vulnerabilidade e processos de comparação distintos para o ambiente de nuvem.

Fonte: computerworld.com.br







LOCALIZAÇÃO E CONTATOS

Rua Bernardo Guimarães, 3.038
Bairro: Barro Preto
Belo Horizonte / MG - CEP: 30140-083
SAC: +55 31 3335-8099
Email: filibras@filibras.com.br
LOCAÇÃO DE IMPRESSORAS BH

qart-tecnologia-criacao-de-sites-e-marketing-digital-belo-horizonte